domingo, 18 de dezembro de 2011

Como Enfrentar o Sofrimento e a Perseguição

Diante do sofrimento e da perseguição muitas das vezes nos sentimos impotentes. Mas, para vencermos precisamos olhar para o nosso alvo, que é Jesus, o autor e consumador da nossa fé.
Para enfrentar o sofrimento e a perseguição é preciso:


1- Ser um homem e uma mulher de oração. Davi diante das dificuldades, dos sofrimentos e das perseguições que enfrentou, não usou de outro subterfúgio a não ser o da oração, ele sabia que através da oração seria socorrido, ajudado por Deus; não tem outra maneira para se chegar a Deus e assim fazer seus pedidos a não ser pela oração, a oração é a nossa comunicação com Deus. O rei Davi venceu todos os seus inimigos porque era um homem de oração. O próprio Deus nos adverte a orar, ele diz: "Clama a mim e responder-te-ei. E anunciar-te-ei coisas grandes e ocultas que não sabes.” (Jeremias 33.3)
Para enfrentar o sofrimento e a perseguição é preciso ser humilde. A humildade de espírito, isto é, um coração humilde chama a atenção de Deus; precisamos nos humilhar diante de Deus e reconhecer que sem Ele não somos nada, não conseguiremos nada. Há pessoas que acham que são auto-suficientes, que são capazes de vencer o mal, a adversidade sozinhas e, não têm a humildade de se chegar a Deus e pedir socorro; Jesus disse: "Sem mim nada podeis fazer”. (João 15.5b)

2- É preciso ser manso. Muitas das vezes as pessoas querem devolver a afronta que sofrem da mesma forma, tem crente que diz: "Mexeu comigo levou! Sou convertido, mas, a minha mão não é!, e não é isso que Jesus nos ensinou. Jesus nos diz:” Se alguém bater em sua face oferece a outra", isto é, não revide, não vá rolar no chão em pancadaria, isso não fica bem para um cristão, simplesmente engula a seco a afronta, saia de perto se possível, peça a Deus forças para não revidar e deixe que Deus faça justiça por você.
Jesus diz que os mansos herdarão a terra, isto é, será abençoado, receberá a herança de Deus que é a Canaã Celestial, o Céu; agindo assim com certeza seremos consolados e abençoados. (Mateus 5.3-5)

3- Aguardar com paciência aquilo que se espera. A palavra de Deus diz: "Mas se esperamos o que não vemos com paciência o aguardamos.” (Romanos 8.25) O salmista Davi falou: "Esperei com paciência pelo Senhor... e ele ouviu o meu clamor.” (Salmos 41.1), o rei Davi diz neste Salmo que ele esperou com paciência pelo tempo do Senhor e, Ele atendeu o seu clamor. Muitas das vezes queremos que Deus resolva os nossos problemas, que responda as nossas orações no nosso tempo, e não é assim que funciona, é na hora e no tempo determinado por Deus; pois Ele é o nosso Senhor e não ao contrário, Ele é quem manda.


4- Não desfalecer, isto é, não enfraquecer. Não podemos permitir que a fraqueza espiritual tome conta do nosso coração, precisamos buscar a força de Deus para a nossa vida através da oração, do jejum e da meditação da Palavra de Deus, pois Ele é a nossa força! A palavra de Deus diz: "Tudo posso naquele que me fortalece!"
(Filipenses 4.13) A palavra de Deus também diz: "Se te mostras fraco no dia da angustia, quão pequena é a sua força.” (Provérbios 24.10)
E, para não desfalecer-mos no momento do sofrimento e da perseguição é preciso olhar para Jesus. Jesus Cristo é o nosso alvo, ele é o autor e consumador da nossa fé. A palavra de Deus diz: “... olhando firmemente para Jesus, o autor e consumador da nossa fé, o qual pelo gozo que lhe estava proposto suportou a cruz, desprezando a ignomínia(infâmia), e está a destra do trono de Deus. Considerai aquele(Jesus) que suportou tal oposição dos pecadores contra si mesmo, para que não vos canseis, desfalecendo em vossas almas."(Hebreus 12.2,3) O Senhor Jesus disse:"O discípulo não é melhor ou maior que seu Mestre..." se Ele foi odiado, seremos também, se Ele foi perseguido, seremos também". Mas, Ele diz: "Alegrai-vos e regozijai-vos porque grande é o vosso galardão nos céus.” (Mateus 5.11,12; 10.25), se considerar-mos o que Jesus passou, com certeza não desfaleceremos, pois Ele mesmo disse: "Eu venci o mundo.” (João 16.33)
Não importa o tamanho do seu sofrimento e da perseguição que você tem enfrentado, Jesus é maior! Entregue nas mãos Dele a sua causa, ore a Ele, busque a humildade e a mansidão, espere com paciência pelo tempo do Senhor, não desfaleça o seu coração e não olhe para o tamanho do seu problema, do seu inimigo, olhe para Jesus, creia Nele e você será um vencedor, uma vencedora em nome de Jesus.

Que Deus te abençoe abundantemente!!





quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

VIVENDO ACIMA DA MÉDIA

Viver é uma arte. Todos nós queremos viver bem e em paz, mesmo diante das maldades e aflições que nos cercam.
Nem todos que dizem amar a Deus têm conseguido, de fato, manter a fé e o caráter de acordo com a Bíblia.
Infelizmente, uma das piores crises que vivemos hoje é a falta de integridade, de caráter, até mesmo no meio evangélico. Deus deseja que possamos conduzir nossa vida em Cristo de uma forma plena, sendo luz do mundo e sal da terra, ou seja, é um erro dizer: "sou cristão", sem viver, de fato, uma fé prática. Não dá pra falar que somos cristãos, se não vivemos como Cristo viveu. A integridade é a base da vida cristã. Temos que transformar a vida dos outros pelos nossos bons exemplos.
Daniel é um exemplo de integridade e bom caráter - Dn. 6:1-3.
Mas nada foi fácil para Daniel. Ele passou por várias dificuldades e provações. Ele foi levado cativo pelo Rei Nabucodonosor para Babilônia, ele e mais 3 amigos: Hananias, Jeoaquim e Azarias - foram separados a pedido do rei para que, durante 3 anos, fossem instruídos naquela cultura. Contudo, mesmo obrigados a viver segundo a cartilha Babilônica, eles jamais se esqueceram de sua origem, como povo escolhido de Deus - Nós também somos escolhidos. Eles sofreram afrontas, foram humilhados e obrigados a trocar os seus nomes israelitas por nomes babilônicos. Beltessazar, Sadraque, Mesaque e Abede-Nego, mas, na hora da provação, não negaram sua fé.

- QUALIDADES QUE FAZEM A DIFERENÇA
  1. SEJA SUA PALAVRA SIM, SIM; NÃO, NÃO. Mateus 5:37 - Mantenha sua palavra independente das circunstâncias.
  2. HONESTIDADE, INTEGRIDADE - Devemos ser honestos e íntegros em qualquer circunstância e em qualquer lugar.
  3. CONSTRUA RELACIONAMENTOS - O homem é um ser social. Ele não foi feito pra viver sozinho e depende de outras pessoas com as quais se relaciona, a começar pela família, para crescer saudável. NÃO É BOM QUE O HOMEM VIVA SÓ - Gn. 2:18. Deus não fez o homem para viver só, isolado. Sem relacionamento, a vida de uma pessoa pode atrofiar-se, a ponto de ela se tornar ignorante e sem sabedoria, transformando-se em um ser embrutecido, problemático, que não vai conseguir conviver com ninguém. Você sabia que, ao trabalhar em equipe, em grupo, sua produtividade aumenta? Que sozinho, ninguém conquista nada? Ec. 4:9-10. Jesus não andava sozinho. Ele procurou 12 discípulos, cuidou deles e ensinou-os a trabalhar. Eles aprenderam a amar uns aos outros, a superar as falhas que tinham, e passaram a enfrentar os desafios juntos - Tiago 5:16. Daniel construir relacionamentos profundos com 3 amigos: Hananias, Misael e Azarias - Dn. 2:17. Amigos têm propósitos comuns - necessidades partilhadas e compartilham as vitórias.

    - APRENDENDO A RELACIONAR-SE COM OS CONTRÁRIOS- Relacionar com pessoas que não compartilham de seu ponto de vista, crença ou cultura. Daniel se relacionava com Aspenaz, capitão da guarda, com Ciro e Dario, que se opunham à sua cultura e à sua religião. Temos que ter sabedoria para nos relacionar com aqueles que não conhecem a Deus. Paulo ressalta que não devemos nos relacionar com irmãos, pessoas que dizem conhecer a Deus e que agem como impios - I Co. 5:9-11.
  4. SER CHEIO DA GRAÇA DE DEUS - Ser uma pessoa que atrai as outras por suas qualidades - Daniel 1:9 - Ester 2;15b - CRENTE ATRAENTE OU CRENTE REPELEX?
  5. RELACIONAMENTO PROFUNDO COM O SENHOR - Dn. 10:6 - Daniel mantinha uma posição de constante busca, de oração e de comunhão com o Senhor, independente das circunstâncias. Essa é uma característica de um autêntico servo de Deus.
Devemos cultivar essas qualidades em nossas vidas, só assim teremos uma vida de grandes conquistas, de grandes vitórias e de grandes experiências com Deus.
                            
                                      Que o senhor te abençoe abundantemente!





 

SUPERANDO A ANSIEDADE E AS PREOCUPAÇÕES DA VIDA.

Introdução
Quantas vezes temos tido aquele aperto no coração, aquela vontade de chorar, de desistir por ficarmos ansiosos com aquilo que poderá acontecer conosco.
“...Não estejais apreensivos pela vossa vida..” (Lc. 12:22).
Ansiedade: Angustiar-se, incerteza aflitiva, aflição, preocupação, inquietar-se, apreensão, idéia antecipada.
Eu sei que você nunca sentiu esse sentimento que queima por dentro e corroe nos deixando angustiados e apreensivos. Quantas vezes você tem sido consumido por esse sentimento que tem levado tua paz, a tua alegria, e a tua fé principalmente.

Como você lida com a Adversidade em sua vida?


Um dia uma moça queixou-se com sua mãe, sobre sua vida e de como as coisas estavam tão difíceis para ela. Ela já não sabia mais o que fazer e queria desistir. Estava cansada de lutar e combater. Parecia que, assim que um problema estava resolvido, um outro surgia.
Então, sua mãe levou-a até a cozinha. Encheu três panelas com água e colocou cada uma delas em fogo alto. Logo, as panelas começaram a ferver.
Em uma delas, colocou cenouras, em outra, ovos e, na última, pó de café. Deixou que tudo fervesse, sem dizer uma palavra. A filha deu um suspiro e esperou impacientemente, imaginando o que ela estaria fazendo.
Minutos depois, ela apagou o fogo. Pegou as cenouras, os ovos e o café, colocando-os em recipientes separados. Virou-se para a filha e perguntou:
- Querida, o que você está vendo?
- Cenouras, ovos e café - ela respondeu.
Ela a trouxe para mais perto e pediu-lhe para experimentar as cenouras. Ela obedeceu e notou que as cenouras estavam macias.
Ela, então, pediu-lhe que pegasse um ovo e o quebrasse. Ela obedeceu e, depois de retirar a casca, verificou que o ovo endurecera com a fervura.
Finalmente, ela lhe pediu que tomasse um gole do café. Ela sorriu ao sentir seu aroma delicioso e então perguntou:
- O que isto significa mãe?
- Cada um destes - a cenoura, o ovo e o café - enfrentou a mesma adversidade, a água fervendo, mas cada um reagiu de maneira diferente. A cenoura, outrora crua e rígida, amolecera e se tornara frágil, os ovos, antes frágeis, mesmo com sua casca protegendo o líquido interior, tornaram-se firmes e mais resistentes.
Já o pó de café é incomparável: depois que o coloquei na água fervente, ele mudou a própria água.
Após profundo silêncio, a mãe prosseguiu:
- Qual deles é você? Quando a adversidade bate à sua porta, como você responde? Você é a cenoura, o ovo ou o pó de café?
Você é como a cenoura, parecendo firme e forte, mas, com a dor e a adversidade, murcha e se torna frágil, perdendo sua força?
Ou será que você é como o ovo, começando maleável, mas, depois de sofrer alguma pressão da vida, torna-se dura? Sua "casca" até parece a mesma, mas por dentro, você está dura.
Será que você é como o pó de café? Você transforma o meio que a aflige, altera o que está trazendo a dor e oferece algo melhor e mais gostoso do que havia antes da adversidade?
Elas se abraçaram e choraram de alegria por ter uma à outra.
Sé fé é a certeza das coisas que irão acontecer a ansiedade e a preocupação é o avesso da fé. (Hebr. 11:1).
1) Você não pode resolver a ansiedade pelas tuas próprias forças.
“Qual de voz, por ansioso que esteja, pode acrescentar um metro ao curso da sua vida?” (Lc 12:25).
A preocupação e a ansiedade tiram das mãos de Deus a solução para os problemas, pois queremos resolve-los sozinhos e do nosso jeito.
Abraão tentou dar um jeito através de Ismael e teve conseqüência até os dias de hoje. (Gen. 16).
Você está cheio de cargas nas costas por não deixa-las aos pés de Jesus.
2) Cuidado com as suas palavras.
“Não pergunteis que haveis de comer, ou que eis de beber, e não andeis ansiosos” (Lc. 12:29).
Quando estamos ansiosos podemos murmurar, reclamar, em vez disso busque o altar do Pai.
Através das nossas palavras o diabo tem acesso a fazer das nossas ansiedades uma brecha aberta em nossa vida.
Quando você estiver inquieto procure pessoas que vão poder te ajudar e não pessoas que vão te jogar mais pra baixo. Busque alguém que ore, e que tenha uma palavra de vida para você e não aquele que irá concordar com a incredulidade. Incredulidade é pecado.
“Não andeis ansiosos por coisa alguma, mas em tudo pela oração e pela suplica, com ações de graças sejam conhecidas diante de Deus” (Fil. 4:6)
Deixe um pouco o ativismo da vida e procure Ter momentos na presença do Senhor, indo à palavra e a oração e você quando mais perto do Senhor os problemas vão se tornando menores porque o seu coração muda quando você busca a altar do Senhor e o adora em espírito e em verdade.
Deus muda você de dentro para fora, pois quando existe um procedimento de fé, os montes ser removem do seu caminho pela palavra viva de Deus que alimenta o seu interior.
3) Troque o referencial de sua vida.
“Buscai antes o reino de Deus e todas estas coisas vos serão acrescentadas” (Lc. 12:31).
Pare de buscar a sua própria vontade e procure a vontade de Deus. (Sal. 37:4-5).
Não marque a hora do milagre e nem condicione sua entrega a esse milagre.

Conclusão
“Lançai sobre ele toda a vossa ansiedade, porque Ele tem cuidado de vós” (I Pe. 5:7)
Talvez você esteja angustiado pela sua vida, seu futuro, sua vida profissional, etc.
Preocupado com o que vai acontecer com você. O tempo está passando e o milagre parece estar atrasado.
“Fazei tesouros no céus que nunca acaba”
(Lc. 12:33)


Vamos jogar os nossos pesos e nossas preocupações na cruz de Cristo.

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

ESPERANDO A PRIMAVERA

"Espere no Senhor. Seja forte! Coragem! Espere no Senhor (Sl. 27:27:14)."
 Talvez uma das estações do ano mais difíceis de enfrentar seja o inverno! Os dias frios, cinzentos e úmidos (o que não acontece no estado de Goiás), nos trazem desconforto e, às vezes, até certo mau humor!
   Podemos fazer uma comparação com a natureza.
   Muitas árvores ficam sem folhas nessa estação, parecendo sem vida ou até mortas. Olhamos para elas e pensamos: "Será que ainda darão flores e frutos? Ficaram tão secas e frágeis, parecendo sem vida!" Mas como é lindo quando a primavera chega com os primeiros raios de sol e, olhando para as mesmas árvores, começamos a ver as pequenas folhas e flores nascendo! Assim é o nosso viver nesta terra. Passamos por fases, crises, momentos, não importa a palavra usada para definir certos períodos de nossa vida. A verdade é que, como a natureza, todos nós enfrentamos estações diferentes durante nossa caminhada. Momentos alegres e de grande contentamento, como o verão. Dias de calmaria e solitude, como o outono. Até que chegam as situações tristes, crises e perdas, que surgem como os ventos gelados do inverno. 
  Os dias frios do nosso viver podem trazer desânimo e descontentamento, mas para os que confiam no Senhor podem ser dias de renovo e esperança. Na estação mais fria do ano as árvores  se fortalecem para receber a nova vida que a primavera vai trazer. Elas não estão mortas, pois a vida está em seu interior, por mais que o exterior esteja sem beleza e alegria. Elas simplesmente esperam a chegada da próxima estação!
   Talvez você esteja passando por um inverno rigoroso na sua casa, no seu trabalho, na sua vida, mas lembre-se: a primavera vai chegar! O Senhor é bom e os que esperam nele jamais serão esquecidos. Convide Jesus para aquecer seu coração nesses dias frios e entregue a Ele suas folhas secas, seus ramos sem vida, e conte com surpresas! 


                           Deixe o inverno da sua vida ser uma preparação
                     para a alegria da primavera!

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

***Com O Entendimento, Corra!***

(Salmos. 119: 32) - Correrei pelo caminho dos teus mandamentos, quando dilatares o meu coração.

O sinal para tomar posse da bênção é o entendimento que dilata – alegra – o nosso coração.
Após ter recebido do Senhor o sinal, quem for sábio deve correr.
A nossa corrida é pelo caminho dos mandamentos de Deus.
Agir sem luz é caminhar na escuridão, em terreno cheio de obstáculos e buracos.
Todos aqueles que obedecerem à orientação divina verão a glória do Altíssimo sobre sua vida.
Podemos desejar ser usado por Deus e possuir tudo o que nos é dado gratuitamente no Amado, porém, temos de esperar pelo Seu sinal.
Quando nosso coração se dilata, em outras palavras, quando entendemos o que Ele nos proporciona e o que fazer para tomar posse daquilo, é hora de assumirmos uma posição e fazermos a oração da fé.
Enquanto a “luz verde” não nos é acesa, devemos ficar aos pés do Senhor, orando e meditando em Sua Palavra.
Após o entendimento, quem fica andando perde muito; é preciso correr pelo caminho dos mandamentos.
Aquele que tem sabedoria sabe que o Senhor não Se engana nem sonega bênção a quem O procura.
Ao receber a luz – a confirmação –, ele se põe a correr e não pára até ver a obra realizada.
A corrida não é incerta, por isso, a pessoa deve apressar-se pelo caminho dos mandamentos do Senhor.
Quem assim o faz não somente agrada a Deus, mas coloca o poder divino operando em seu favor.
Mas qual é o caminho?
É a observância dos preceitos, das normas, do “faça assim e não de outro modo”.
É cumprir o que o Pai determinou para todos os que são dEle.
O caminho de Deus é perfeito e não acrescenta dores (Provérbio 10.22).
Quem age sem luz caminha na escuridão.
Deus não Se encontra nas trevas, mas o inimigo está nelas.
Andar na escuridão é aventurar-se em um terreno cheio de obstáculos, abismos, o qual nunca levará ao lugar proposto pelo Senhor, porque a pessoa não verá o Alvo – Jesus.
O segredo é observar a orientação dos Céus.
Deus jamais nos guiará por caminhos que não nos levem ao sucesso.
Quem faz o que aprende ao ler a Palavra ou ao ouvir a pregação bíblica verá que é assim que o Senhor guia os Seus.




quarta-feira, 27 de julho de 2011

OS PAIS NA VIDA DOS FILHOS


"...Quando Israel era criança, eu já o amava e do Egito chamei o meu filho... Mas fui eu que ensinei o meu povo a andar; eu os segurei nos meus braços..." (Oséias 11:1-4)

Podemos aprender muito sobre o relacionamento que os pais devem manter com seus filhos, através desta comparação que Deus faz do seu relacionamento com os Judeus.
Em primeiro lugar, vemos que Deus cuida das necessidades físicas dos seus filhos. Ele dá comida e segurança física, a mesma coisa que os pais hão de dar aos seus filhos. Se uma criança não tem alimentação suficiente, roupa para esquentar seu corpo, descanso adequado, morada que a protege, ela sentirá que o mundo é um lugar perigoso e viverá sem segurança. Dificilmente aprenderá a confiar nos outros, em si mesma ou até mesmo em Deus.
Da mesma forma, a criança precisa da proteção dos pais, a criança não deve brincar com fogo ou eletricidade todos sabem, mas são os pais que vão proteger seus filhos destes perigos, segurando-os em seus braços como fez Deus com seu povo. As crianças podem até reagir negativamente, quando os pais insistem em que seus filhos não podem brincar na rua; tem que tomar remédio, não podem subir no telhado para recolher uma pipa, etc.. Mas este é o papel do pai. Pode ser necessário proibir que seu filho vá a casa de colegas que tem pais de má reputação, que usa álcool, drogas ou coisas mais. Pode ser necessário tirar seu filho de um colégio ou afastá-lo de um parente ou amigo, se tiver qualquer suspeita. Como os israelitas não reconheceram que era Deus que cuidava deles, não espere que o filho seja sempre grato ou feliz por sua atuação, mas proteja seus filhos, ainda quando for necessário tomar uma decisão difícil. I Timóteo 5: 8 diz: "Porém se alguém não cuida dos seus parentes, especialmente dos da sua própria família, essa pessoa negou a fé e é pior do que um incrédulo" (B.L.H.).
Como pai Deus também cuida da educação dos seus filhos. Ele disse: "eu ensinarei o meu povo a andar". A disciplina é uma necessidade básica na vida da criança, mas desde o começo, exige coragem e coerência da parte dos pais. Uma criança que nunca ouve a palavra "Não", será incapaz de dizer "não", quando os convites obscenos e tentadores deste mundo.
Por último nós vemos que Deus cuidou das necessidades emocionais dos seus filhos. Ele dá carinho, amor e atenção aos seus filhos. A criança somente entende que é amada, quando os pais falam para ela que a amam, passam tempo com ela, demonstram interesse pela sua vida e dão ouvidos às palavras dela. Hoje em dia a coisa que menos temos é tempo. Corremos para lá e para cá e temos mil atividades, esquecendo que Deus nos fez para amar as pessoas e usar as coisas. Nós amamos tanto as coisas, que deixamos as próprias coisas nos usarem. Brincar, jogar, ler um livro, sentarmos juntos para uma refeição, desligar a TV, andar de bicicleta, corrigir deveres escolares, são atividades que exigem sacrifício. Mas, vale a pena, pois estaremos investindo na vida dos filhos, criando adultos capazes de amar e serem amados.













quinta-feira, 14 de julho de 2011

O PAPEL DAS MULHERES NO PLANO DE DEUS

BISPA DALVA VITÓRIA


“Uma máquina de lavar roupas é uma invenção bem útil, mas faz um péssimo serviço lavando pratos ou cozinhando o almoço. Isto porque a máquina de lavar nunca foi projetada para lavar pratos ou para preparar uma refeição. Foi projetada para lavar roupas, e nesse papel ela é de muito auxílio. Todos reconhecem a necessidade de usar as máquinas da maneira que seus inventores pretendiam. Deus criou a humanidade, e funcionamos melhor quando cumprimos os propósitos para os quais ele nos criou. Deus criou o homem e a mulher separadamente e planejou papéis especiais para cada um. Assim como uma máquina de lavar não cozinha bem, assim não podemos nos sair bem quando tentamos cumprir um papel para o qual Deus não nos projetou. Mas assim como uma lavadora é muito útil para o seu propósito especial, assim tanto os homens como as mulheres podem servir e glorificar a Deus em seus campos de ação dados por Deus.”

Quando Deus criou a mulher, Ele também a fez à sua imagem e semelhança, como o homem (Gn
1:27), portanto, na essência de Deus, existia tudo que o homem e a mulher são. Nós somos
abençoadas independentemente dos nossos maridos: “e Deus os abençoou e lhes disse…” (Gn
1:28). Deus falou ao homem e à mulher, não somente ao homem. Deus não separou homem ou
mulher, não privilegiou um ou outro. Somos verdadeiramente abençoadas! Nós mulheres não
pegamos a “rebarbas” da bênção do homem, Deus nos abençoou individualmente, como
mulheres.
Não fomos criadas por acaso, pois o propósito antecede a criação de alguma coisa. Os planos
antecedem a criação, como, por exemplo, numa obra de arte. Um quadro é a extensão daquilo
que estava na mente do artista, como um livro é expressão do que o autor é. Nós fomos criadas
com um propósito! E fomos a última coisa da criação de Deus, não por esquecimento, mas
porque não se achava, em toda a criação, alguém que suprisse o homem. Deus nos planejou
depois de ter buscado, em todos os lugares, algo especial para o homem… e não ter achado.
Nossa existência só tem sentido se houver um propósito especial, porque o propósito é a fonte de
toda nossa realização. Sem o propósito de Deus, a nossa vida é somente uma existência, é
somente uma experiência casual e que traz frustração.
Deus nos criou com um propósito especifico:

No lar: auxiliadora idônea, companheira – Gn.2:18, boas donas de casa –I Tm. 5:14,mãe de filhos.
Para servir: Quando lembramos que Jesus disse que o maior no reino de Deus será aquele que serve (Marcos 10:35-45), então parece muito provável que as pessoas maiores no reino têm sido as mulheres. A Bíblia menciona várias mulheres, por exemplo: Dorcas, que continuamente praticava ações de bondade e caridade (Atos 9:36-39); uma Maria que "muito trabalhou por vós" (Romanos 16:6); Febe que servia à igreja de Cencréia (Romanos 16:1-2); e Maria, irmã de Marta e de Lázaro, que ungiu o corpo de Jesus para seu sepultamento (Marcos 14:3-9). A Bíblia raramente menciona mulheres cristãs sem falar sobre suas boas obras (1 Timóteo 2:9-10; 5:10).


Intercessora: Há muitas maneiras nas quais as mulheres podem servir no evangelho. E interceder é uma delas, Lucas 2:36-38 – menciona que Ana, uma mulher avançada de idade, 84 anos, orava continuamente. Isso mostra que não tem limite de idade para servir a Deus. Ana orava e jejuava, noite e dia...


As mulheres podem ensinar. Enquanto não pode ter autoridade sobre os homens, a mulher cristã pode e deve ensinar outras mulheres e crianças (Tito 2:3-5), e se ela mantém um espírito humilde, pode também ajudar os homens a entenderem melhor as Escrituras (Atos 18:24-26). No primeiro século, as mulheres profetizavam (Atos 2:17-18; 21:9), isto é, revelavam a vontade de Deus pela inspiração do Espírito Santo. Débora, no Velho Testamento, era uma mulher bastante procurada por causa de seu sábio aconselhamento. A fé de Timóteo foi atribuída à influência de sua mãe e avó, as quais eram devotas. As mulheres cristãs devem conhecer as Escrituras e serem capazes de mostrar humildemente qual é a vontade de Deus.


O Novo Testamento ressalta freqüentemente o trabalho que as mulheres faziam, sem especificar exatamente qual era esse trabalho (Romanos 16:12; Filipenses 4:2-3; Atos 1:14; 9:2; 17:12). As mulheres devem trabalhar para encorajar, admoestar e edificar.


CONCLUSÃO: Nós, mulheres, fomos planejadas por Deus, e para funcionarmos bem, precisamos seguir o manual de instrução que é a BÍBLIA.

Por Dalva Vitória, Bispa da Comunidade Cristã Jerusalém





sábado, 9 de julho de 2011

MARCAS DE UM DISCÍPULO

Como identificar se somos discípulos verdadeiros, discípulos do
Senhor Jesus?
É possível alguém ser membro de uma igreja evangélica, ser
um líder na igreja local e não ser um discípulo do Senhor Jesus?
Como saber Quem é Quem?
Para obtermos tal resposta a estas questões necessitamos
colocar os nosso olhos e coração no que dizem as Escrituras. Vamos
examiná-las e conhecer as marcas de um discípulo verdadeiro.
Encontramos nas Escrituras oito marcas de um discípulo
verdadeiro.
Mas, o que é um discípulo?
Pelo dicionário da Bíblia discípulo significa estudante, aprendiz ou pupilo. É muitas vezes usada
para se referir a um seguidor de alguém principalmente de Jesus. No Antigo Testamento. Isaías
usou o termo discípulos para se referir àqueles que eram ensinados ou instruídos – Isaias 8:16 –“Guarde o mandamento com cuidado e sele a lei entre os meu discípulos”.
A palavra discípulo é usada de maneira mais especifica para indicar os doze apóstolos de Jesus.
De modo geral os discípulos referem-se aos seguidores de Jesus. Portanto todos que nasceram de
novo e seguem a Cristo Jesus são chamados seus discípulos. Neste primeiro estudo vamos ver algumas marcas de um discípulo.

- Primeira Marca - Permanecer em Jesus
Disse, pois, Jesus aos judeus que haviam crido nele: Se
vós permanecerdes na minha palavra, sois verdadeiramente
meus discípulos... Jo.8:31
Vamos começar com a Palavra de Deus.

A palavra permanecer é muito ampla; significa:
permanecer, ficar, ser sustentado, mantido, continuamente.
Compreendemos desta forma que um discípulo verdadeiro
segundo a mente de nosso Senhor é alguém que permanece em sua
Palavra, alguém que decidiu pelos juízos de Deus (Sl. 119.130).
Existem pelos menos quatro (4) aspectos que revelam a
importância de permanecermos na Palavra de Deus.

Acertando o Alvo
“Errais não conhecendo as escrituras e nem o poder
de Deus”- Mt. 22:29
Queridos se queremos ter o foco correto em nossa
família e ministério, precisamos fazer das escrituras o
nosso “manual” diário.

Consciência Limpa
“Vós já estais limpos pela Palavra que vos
tenho falado”- Jo. 15:3
Somos santificados pela Palavra de Deus,
pela leitura, estudo, meditação e aplicação
dos princípios bíblicos ao nosso viver
diário, não tem mágica, somos chamados
ao exercício da piedade. Paulo diz a
Timóteo que aqueles que desprezaram a
fé e a consciência limpa, naufragaram em
sua caminhada cristã.
Voltando a Vida
“Vivifica-me segundo a Tua Palavra” (Sl.119:25). Vivificar é
voltar a vida, é retomar o foco perdido, e retomar a caminho da
alegria em obedecer ao Dono da nossa vida, é ser restaurado em
nosso caráter, relacionamentos e ministério, é tomar a decisão de ser
pai e mãe espiritual, gerando filhos, bisnetos, tataranetos para
alcançar os Povos Não Alcançados, para a Gloria de Deus.

Revela o Pai
“Senhor mostra-nos o Pai”, foi a palavra de Filipe ao Senhor
Jesus. Nosso Senhor respondeu: Filipe quem vê a mim, vê o Pai. (Jo.
14:8.15)
Se queremos conhecer a Deus, precisamos olhar para o Filho,
Jesus encarnou o Pai e o revelou a nós? Onde está esta
revelação? Em sua Palavra, “o verbo se fez carne” (Jo. 1:14), a
Palavra andou entre nós. Quando lemos as Escrituras encontramos o
nosso amoroso Pai Celestial através do seu filho Jesus Cristo e
encontramos o Filho através da Palavra escrita, do Logos de Deus.
Nosso Senhor nos encorajou a examinar as escrituras; João 5:39
“Examinais as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna, e
elas mesmas são as que dão testemunho de mim”.

- Segunda Marca - O Amor


“Nisto conhecerão todos que sereis
meus discípulos se tiverdes amor
uns aos outros”- Jo. 13:35
Como alguém pode declarar-se um “seguidor” de
Jesus, se não tem amor em seu coração?
O amor é a marca de alguém que nasceu de novo – 1ª. Jo. 4:7
O amor é a marca de um discípulo que conhece a Deus – 1ª.Jo.4:7.8
O amor é fruto do Espírito Santo na vida de um discípulo – Gl. 5:19
O amor e a marca do discípulo que esta no caminho da maturidade –
1ª.Ts. 4:9.10

- Terceira Marca – Frutos


“Nisto é glorificado meu Pai, em que
deis muito fruto; e assim vos
tornareis meus discípulos”.
Jo. 15:8
Um discípulo verdadeiro é uma pessoa frutífera em sua vida cristã
diária, os frutos serão uma marca evidente na vida daquele que
decidiu seguir ao Senhor Jesus. Frutos aqui, são pessoas geradas em
Cristo e discipuladas para se tornarem discipuladores e equipadores.

- Quarta Marca - Aborrecer aos outros


Lucas 14:26 “Se alguém
vem a mim e não aborrece a
 seu pai, e mãe, e mulher, e
filhos, e irmãos, e irmãs...”,
O amor pela família não pode tomar o lugar que pertence ao
nosso amado Senhor Jesus. Quem ama ao Senhor em primeiro lugar,
estará capacitado para amar a sua família de forma equilibrada e
justa. Quando invertemos a ordem, deixando o Senhor em segundo,
terceiro ou mesmo em ultimo plano, não teremos condições de amar
os nossos entes queridos como ordenam as escrituras e dessa forma
a nossa família não será salva. O primeiro e principal mandamento é:
Amar a Deus sobre todas as coisas.

- Quinta Marca -Aborrecer sua prórpia vida


Lc. 14:26”...e ainda a sua própria
vida, não pode ser meu
discípulo”.
Se queremos ser discípulos verdadeiros, o
preço inclui amar ao Senhor mais do que a nos mesmos. Isto é:
Nosso EGO deve ser abdicado e nosso Senhor deve ser entronizado.
Nossa vida deve ser Cristocentrica e não Egocêntrica, devemos viver
para agradá-lo e não para agradar a nos mesmos.

- Sexta Marca - Carregar a sua cruz


Lc. 14:27 “Quem não carrega a sua cruz...”
Tomar a Cruz a cada dia é o próximo passo para que o mundo
reconheça que somos discípulos de Cristo Jesus e não adeptos de
mais uma religião.
A Cruz aqui não é uma pessoa que nos incomoda ou nos
aborrece, por ex. A Sogra, o genro ou a nora, um vizinho que não
conhece os seus limites, um colega de trabalho que não sabe o que é
ética, ou até mesmo o conjugue quando as coisas não vão bem no
casamento, ou um filho que enveredou pelo caminho das drogas ou
do álcool. A Cruz aqui é a minha decisão deliberada de morrer a cada
dia para que Cristo seja visto em mim, para que a minha vida
encarne a pessoa do filho de Deus, como disse Paulo aos Gálatas;
“Não mais eu, mais Cristo vive em Mim”.

- Sétima Marca - Seguir a Jesus


Lc. 14:27 “...e não me segue, não pode ser meu
discípulo”.
Seguir a Jesus, não é o mesmo que seguir a uma nova religião.
Jesus não disse: Eu vim para que tenham religião e religião em
abundância”
Ele disse: Eu vim para que vocês tenham VIDA e VIDA em
abundânçia”. Jesus Cristo é uma nova VIDA, e a melhor forma de
VIDA que uma pessoa pode experimentar aqui neste mundo e no
porvir a Vida Eterna. Jesus também disse: Quem crer em mim tem a
VIDA ETERNA. Seguir a Jesus, segundo as Escrituras, é o projeto
mais fascinante de vida que alguém pode ter.

- Oitava Marca -Renunciar a tudo


Lc. 14:33 “Assim, pois, todo aquele que dentre vós não
renuncia a tudo o que possui, não pode ser meu
discípulo”.
Não somente, amar a família em segundo lugar, não somente
amar a Jesus mais do que a nos mesmos, não somente tomar a Cruz
e segui-lo, mas, RENUNCIAR a tudo quanto temos, se realmente
desejamos seguir ao Senhor Jesus.
Renunciar a tudo, e tudo! Foi assim que nosso Salvador fez
para nos revelar o amor de Deus e nos dar gratuitamente a Salvação
em Cristo, se queremos ser felizes verdadeiramente e fazer a sua
vontade, Ele nos chama para abrir mão de tudo e colocar cada área
de nossa vida aos seus pés, como fez Maria Madalena na casa do
publicano.


Seguir a Jesus é ser um discípulo verdadeiro, é a melhor
escolha que uma pessoa pode fazer, porem existe um custo.
Você esta disposto a paga-lo?


- Oração – Amado Senhor Jesus, quero segui-lo por todos os anos de
vida que receberei de Ti neste mundo. Estou disposto a pagar o preço
para ser um discípulo de verdade, livra-me do falso discipulado,
amém.

segunda-feira, 4 de julho de 2011

SEGREDOS PARA UMA ORAÇÃO BEM RECEBIDA

1- ORAR. Não basta saber que temos que orar, não basta falar de oração, fazer estudo sobre oração, temos que orar. – “Clama a mim e responder-te-ei e anunciar-te-ei coisas grandes e ocultas que não sabes”- Jr. 33.3
2- FÉ. Nossas orações não serão atendidas se não tivermos fé genuína, verdadeira. "Ao que lhe respondeu Jesus: Se podes! Tudo é possível ao que crê." Mc 9.23 "E a oração da fé salvará o enfermo, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados - Tg 5.15
3- ORAR EM NOME DE JESUS. Nossas orações devem ser feitas em nome de Jesus, ou seja, devem estar em harmonia com a pessoa, caráter e vontade de nosso Senhor -"E tudo quanto pedirdes em meu nome, isso farei, a fim de que o Pai seja glorificado no Filho. Se me pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei." João 14.13-14
4- ORAR SEGUNDO A VONTADE DE DEUS. A nossa oração deve ser feita segundo a vontade de Deus que, muitas vezes, nos é revelada pela sua palavra, que por sua vez deve ser lida com oração.
I Jo.5.14 - “E esta é a confiança que temos para com ele: que, se pedirmos alguma coisa segundo a sua vontade, ele nos ouve."
Mt 6.10 – “venha o teu reino; faça-se a tua vontade, assim na terra como no céu...”
5- PERSEVERAR. Para uma oração eficaz, precisamos ser perseverantes -"Perseverai na oração, vigiando com ações de graças."Cl.4.2. "Esperei confiantemente pelo SENHOR; ele se inclinou para mim e me ouviu quando clamei por socorro." Sl. 40.1
6- ORAR SEMPRE. O cristão deve orar em todo o tempo. 1Ts 5.17 -"Orai sem cessar." Ef 6:18 "com toda oração e súplica, orando em todo tempo no Espírito e para isto vigiando com toda perseverança e súplica por todos os santos". É um estado permanente de comunhão com Deus. É uma condição que não dá lugar para ser atingido pelos dardos inflamados do inimigo, pois seu espírito está sempre alerta, através da oração.

Uma idéia original
Um garoto guardava seu rebanho, na manhã de um Domingo.
Os sinos repicavam, chamando os fiéis à igreja, e o povo passava, dirigindo-se para lá.
Então o menino começou a pensar que também gostaria de orar a DEUS: mas o que poderia dizer, visto que nunca havia aprendido nenhuma oração?
Não obstante, ajoelhou-se e começou a falar as letras do alfabeto: a, b, c, ...até z.
Sucedeu passar por ali um senhor que ouvindo a voz da criança, espiou através do arvoredo e viu o menino ajoelhado, com as mãos unidas e os olhos fechados, a dizer o ABC.
– Que está fazendo, garoto?
– Estou orando. Não sei nenhuma oração, mas sei que preciso de DEUS para cuidar de mim e do meu rebanho; então pensei que, se dissesse as letras do alfabeto, Ele as colocaria em ordem e soletraria as palavras que correspondem as minhas necessidades.
DEUS te abençoe, menino! Ele fará isso! Quando o coração fala bem, os lábios não podem falar mal.
A oração que se eleva até o céu é a do coração.





quinta-feira, 30 de junho de 2011

APRENDA A AMAR SEU LEÃO!

Por Bispo Rodovalho


Recebi esse email e se tivesse escrito eu mesmo não seria diferente em nada. Repassem, é uma lição muito importante e que deve ser aprendida logo.
“Em vez de matar um leão por dia, aprenda a amar o seu.
(Pierre Schurmann)
Outro dia fui almoçar com um amigo, hoje chegando perto de seus 70 anos. Gosto disso.
Depois de um almoço longo, no qual falamos bem pouco de negócios mas, muito sobre a vida, ele me perguntou sobre meus negócios.
Contei um pouco do que estava fazendo e, meio sem querer, disse a ele:
- “Pois é. Empresário, hoje, tem de matar um leão por dia”.
Sua resposta, rápida e afiada, foi:
- “Não mate seu leão. Você deveria mesmo era cuidar dele”.
Fiquei surpreso com a resposta e ele provavelmente deve ter notado minha surpresa, pois me disse:
- “Deixe-me lhe contar uma história que quero compartilhar com você”.
Segue mais ou menos o que consegui lembrar da conversa:
- “Existe um ditado popular antigo que diz que temos de ‘matar um leão por dia”.
E por muitos anos, eu acreditei nisso, e acordava todos os dias querendo encontrar o tal leão.
A vida foi passando e muitas vezes me vi repetindo essa frase.
Quando cheguei aos 50 anos, meus negócios já tinham crescido e precisava trabalhar um pouco menos, mas sempre me lembrava do tal leão.
Afinal, quem não se preocupa quando tem de matar um deles por dia?
Pois bem. Cheguei aos meus 60 e decidi que era hora de meus filhos começarem a tocar a firma.
Mas qual não foi minha surpresa ao ver que nenhum dos três estava preparado!
A cada desafio que enfrentavam, parecia que iam desmoronar emocionalmente.
Para minha tristeza, tive de voltar à frente dos negócios, até conseguir contratar o Paulo, que hoje é nosso diretor geral.
Este ‘fracasso’ me fez pensar muito. O que fiz de errado no meu plano de sucessão?
- “Hoje, do alto dos meus quase 70 anos, eu tenho uma suspeita: ‘a culpa foi do leão”.
Novamente, eu fiz cara de surpreso. O que o leão tinha a ver com a história?
Ele, olhando para o horizonte, como que tentando buscar um passado distante, me disse:
- “É, pode ser que a culpa não seja cem por cento do leão, mas fica mais fácil justificar dessa forma. Porque, desde quando meus filhos eram pequenos, dei tudo para eles. Uma educação excelente, oportunidade de morar no exterior, estágio em empresas de amigos.
Mas, ao dar tudo a eles, esqueci de dar um leão para cada, que era o mais importante.
Meu jovem aprendi que somos o resultado de nossos desafios.
A capacidade de luta que há em você, precisa de adversidades para revelar-se.
Com grandes desafios, nos tornamos grandes. Com pequenos desafios, nos tornamos pequenos.
Aprendi que, quanto mais bravo o leão, mais gratos temos de ser.
Por isso, aprendi a não só respeitar o leão, mas a admirá-lo e a gostar dele”.
A metáfora é importante, mas errônea: não devemos matar um leão por dia, mas sim cuidar do nosso.
Porque o dia em que o leão, em nossas vidas morre, começamos a morrer junto com ele…”
Depois daquele dia, decidi aprender a amar o meu leão. E os desafios se tornaram oportunidades.
Para crescer e ser mais forte nesta “selva” em que vivemos.

Boa reflexão a todos!

Bispo Rodovalho
IGREJA SARA NOSSA TERRA

terça-feira, 28 de junho de 2011

DEUS SE IMPORTA COMIGO?

A partir daí, algumas perguntas perpassam inevitavelmente as mentes: onde está Deus? Por que permite que isso venha a acontecer logo comigo? Esse é o grito de cada alma, cuja essência é esta: será que Deus se importa comigo?
Deus é amor. Sua bondade e misericórdia podem ser vistas em todo o mundo. Mas o mal é uma realidade inescapável. E eu creio que Deus fica profundamente triste quando o mal nos atinge. Deus nos criou com o livre arbítrio e respeita as nossas decisões. Portanto, quando dizemos para Deus não interferir em nossas escolhas, sair do nosso governo e sair de nossas vidas, o que devemos esperar?
Sendo Deus um “Perfeito Cavalheiro”, se o abandonarmos, Ele também calmamente nos abandonará. Como Deus quereria andar com quem não quer andar com Ele? Todos querem as bênçãos de Deus. Mas como podemos esperar que Deus conceda a sua bênção e a sua proteção, se exigimos que Ele não se envolva mais conosco?
Deus foi banido das escolas, do poder público, assim como de muitos outros setores da vida humana. Quando olhamos o mundo, vemos que o mal tem prosperado e tomado conta da vida sem que tenhamos uma reação adequada, pois nos faltam valores éticos e morais superiores. Exatamente os valores que Deus nos ensina em Sua Palavra.
Em apenas uma geração, muita coisa mudou: os filhos deixaram de ter consciência moral e espiritual, muitos não sabem distinguir entre o bem e o mal, entre o certo e o errado, e outros têm plantado sementes ruins cujos frutos serão também ruins.
A Palavra de Deus não é mais levada a sério como antes. É triste como muitos crêem em tudo que os jornais e a televisão afirmam, mas duvidam do que a Bíblia nos diz. É lamentável constatar que muita gente quer ir para o céu, desde que não precise crer nem dizer qualquer coisa que a Bíblia ensina.
Isto certamente explica parte do problema: o Deus pessoal que se relaciona com os seres humanos e que se importa conosco, conforme revelado na Bíblia tem sido paulatinamente banido de nossas vidas, da nossa sociedade e da nossa cultura.
Se Deus é excluído da sociedade, quer pela admissão de que evoluímos de simples primatas, ou porque não podemos deixar de crer na ciência para crer na Bíblia, como se isso fossem coisas excludentes, isto rouba das pessoas o entendimento de que precisam viver sob as leis morais de Deus.
Então, com isso, nada pode impedir de alguém viver ao seu bel prazer e fazer tudo o que quer. Entre outras coisas, isso gera inevitavelmente a banalização da vida: violência, crime, corrupção, liberação sexual, abusos, e muitos outros pecados. Ora, como ser diferente, se presumir que não haverá prestação de contas com Deus?
Agora, mudemos o foco da questão. Em vez de perguntarmos se Deus se importa conosco, cada um indague a si mesmo o quanto se importa com Deus.
Não é difícil observar que Deus tanto se importa conosco que enviou o seu próprio Filho Jesus para morrer pelos nossos pecados e nos garantir o direito à vida abundante aqui na terra e à vida eterna no céu. De nossa parte, contudo, importar-se com Deus somente quando estamos em perigo ou quando o mal bate à nossa porta é meramente um modo utilitarista de ver a vida. Mas, lembre-se, Deus não é nosso servo.
Temos de entender, contudo, que manter um relacionamento efetivo com Deus não significa que não teremos problemas na vida. Mas, mesmo que os tenhamos, Deus estará ao nosso lado, nos confortando e nos dando forças para prosseguir.
Ele está presente e o Seu amor é imenso, nos garantindo a Sua real participação nas alegrias e tristezas, e que no final tudo vai dar certo, pois “sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito” (Rm 8.28).
Quem o conhece pode dizer: Deus se importa comigo!


Pr. Samuel Câmara









sexta-feira, 24 de junho de 2011

MULHER SÁBIA - COMO APRENDER A EDIFICAR A SUA CASA

Vamos ver algumas promessas de Deus para nós hoje. Lembrando que estas promessas foram escritas há muitos anos atrás, mas continuam sendo vivas e eficazes ainda hoje.
ALGUMAS PROMESSAS
A mulher sábia edifica – Pv 14 : 1 – " A mulher sábia edifica a sua casa..."
Como podemos edificar a nossa casa?
Temendo a Deus, guardando seus mandamentos, sendo sábia. Em Mt 7:24, fala que o sábio é aquele que edifica sua casa sobre a rocha. Praticando as verdades do reino no nosso dia a dia.
A mulher sábia é honrada – Pv 31:30 – " A mulher que teme ao Senhor, essa será louvada".
Isto nos fala da mulher que tem um comportamento adequado, uma mulher que anda segundo os caminhos do Senhor, essa será louvada, honrada, segundo o seu testemunho.
A mulher sábia ganha o seu Marido – 1 Pe 3:1 – "Semelhantemente, vós, mulheres sede submissas a vossos próprios maridos, para que também, para que se algum deles não obedecem a palavra, pelo procedimento de suas mulheres sejam ganhos sem palavras...".
Em Provérbios aprendemos que é mais fácil morar no eirado ( telhado ), do que numa casa ampla, com uma mulher rixosa. Alguns homens não gostam de chegar nem perto de uma igreja, de tanto que suas esposas falam para eles, passam até do outro lado da rua. A Palavra manda a mulher falar pouco, porque Deus sabe que a mulher tem por si a mania de falar demais. Às vezes vale mais o silêncio, do uma palavra "mal dita".
Toda a Casa servindo ao Senhor – Js 24:15 – " ...Eu e minha casa serviremos ao Senhor."; At 16:31 – "...Crê no Senhor Jesus, e serás salvo, tu e tua casa".
Você pode estar pensando: "Mas esta não é uma promessa". Na verdade, toda a palavra de Deus é promessa.
Quando declaramos uma palavra como essa, e o fazemos com revelação, você destranca uma porta no mundo espiritual, porque essa verdade se torna rhema dentro de você, algo vivo; alguma coisa sobrenatural acontece, você libera benção sobre a sua casa, sobre a sua família. Para que isto aconteça no mundo espiritual essa palavra se tornar revelada, precisa estar viva dentro de você.
Filhos – Sl 127 : 1 – " Os filhos são herança do Senhor..."
Portanto não criamos filhos para a calamidade, nós não criamos filhos para que o mundo os trague, e faça deles o que quiser. Esta verdade precisa se tornar rhema em nossas vidas.
Deus disse que os nossos filhos são bênçãos, você precisa crer nesta verdade.
Praga Nenhuma – Sl 91 : 10 – "Nenhum mal te sucederá, nem praga alguma chegará a tua tenda"
Quando declaramos esta verdade, esta palavra vem sobre nós como um escudo de proteção, vem como um livramento direto do trono de Deus. Algo sobrenatural acontece no mundo espiritual, anjos são deslocados a nosso favor, o Pai libera a sua mão poderosa para nos proteger em todo o tempo.
Prosperidade – Dt 39 : 3 "... e tudo o que ele fazia, o Senhor prosperava em suas mãos" .
Onde você colocar as suas mãos o Senhor fará com que você prospere; tudo o que você fizer será melhor do que do ímpio, porque você teme ao Senhor e esta verdade é para você hoje.
IMPORTANTÍSSIMO
Quando lançamos a nossa vida sobre a palavra de Deus, passamos a ter uma vida vitoriosa, uma vida de acordo com o plano de Deus para nós.

Graça e Paz





quinta-feira, 23 de junho de 2011

O Agir De Deus Em Nossas Vidas




Autor: Monica Ap.de Medeiros Silva


O agir de Deus em nossas vidas
João11:40 Respondeu- lhe Jesus: Não te disse eu que, se creres, verás a glória de Deus?
Crer significa ter fé, acreditar, não precisamos questionar como o Senhor vai agir mesmo que aparentemente não vemos mudança o Senhor já esta agindo é só colocarmos a nossa fé em ação e entregamos o problema a Ele. A ação de Deus começa a se estabelecer dando ordem no mundo espiritual que logo irá se realizar no plano material
Zacarias4:6 Não por força nem por poder, mas pelo meu Espirito, diz o Senhor dos Exércitos
Marcos9:23 Se podes! Tudo é possível ao que crê V24 E imediatamente o pai do menino exclamou (com lágrimas): Eu creio! Ajuda- me na minha falta de fé! V25 Vendo Jesus que a multidão concorria, repreendeu o Espirito imundo, dizendo- lhe: Espirito mudo e surdo, eu te ordeno: Sai deste jovem e nunca mais tornes a ele.
Isaías 49: 16 Eis que nas palmas das minhas mãos eu te gravei.
A cada vez que ele estende as mãos para agir, ele depara com o seu nome.
Ele tem o maior zelo por você. O seu nome está impresso nas mãos dele.
Você é obra das mãos dele, nada está fora do controle dele.

Filipenses 4: 6 Não andeis ansiosos por coisa alguma; antes em tudo sejam os vossos pedidos conhecidos diante de Deus pela oração e súplica com ações de graças;

Apresente a ele, as suas petições e dai graças a tudo o que ja tem e fique em paz. O agradecer nos coloca em harmonia com o Senhor, é uma forma de reconhecer o que Ele já nos proporcionou. Devemos ser gratos pela nossa vida, o ar que respiramos, a água que bebemos  e se voce começar a enumerar as bençãos que o senhor já lhe proporcionou começará a perceber quantas bençãos já possui em sua vida.

Romanos 8: 28 E sabemos que todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.

Salmo 37:5
Entrega o teu caminho ao Senhor, confia Nele e tudo Ele fará
Entrega a sua vida e Ele que cuidará de todas as coisas pra você. Ele vai entrar em ação e agindo Deus, quem impedirá? Isaias 43:13
Ninguém vai poder dizer a Ele não faça isso ou aquilo, ninguém pode paralizar o agir de Deus o O Senhor é soberano e pode todas as coisas. Com Ele estamos seguro

Salmo 4: 8 Em paz me deitarei e dormirei, porque só tu, Senhor, me fazes habitar em segurança.
Salmo 91: 1 Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Todo-Poderoso descansará.
Não tenha receio, sossegue as emoções, se apóie no Senhor e deixe tudo aos cuidados dele.
Salmo 29:11 O Senhor dá força ao seu povo, O Senhor abençoa com paz o seu povo.
Não devemos duvidar nem olhar para trás como a mulher de Ló que se transformou em estátua de sal quando olhou para trás.
Com confiança no Senhor devemos seguir em frente!
O Senhor age até em meio de muita confusão
ISamuel16:7 Não atentes para a sua aparência, nem para a sua altura pois o Senhor não vê como o homem. O homem vê o exterior, porém o Senhor, o coração.
Aquietai- vos e sabei que Eu sou Deus.
Deus te abençoe
http://www.artigonal.com/evangelho-artigos/o-agir-de-deus-em-nossas-vidas-865396.html


Perfil do Autor


Avivamento- Evangelizar

http://el-shaddai.tripod.com

ABRAÃO: O PAI DA FÉ

Hebreus 11:8 e Gênesis 12,1

Temos falado muito sobre como fazer descansar a alma, enquanto se avança para a Realização das promessas, e não podemos deixar de falar sobre um dos marcos desse entendimento, Abraão, o Pai da fé.
Certa vez eu li um texto que questionava o porquê Abraão, e não Moisés, Elias ou Elizeu recebeu o titulo de Pai da Fé.
Porque Abraão ganhou esse título?
Quantos Cegos ele restaurou uma visão?
Quantos Paralíticos Abraão curou?
Quantas vezes ele Orou e fez o fogo descer do céu?
Quantos gigantes ele matou?
Quantos rios ele dividiu?
Então porque ele, e não Moisés, Elias ou Davi foi o pai da fé?
Vamos então Elaborar uma defesa de Abraão, e com ele aprender.
Hebreus 11:8
8- Pela fé, Abraão, sendo chamado, obedeceu, indo para um lugar que havia de Receber por herança: e saiu, ia sem saber para onde.
9- Pela fé, habitou na terra da promessa, como em terra alheia, morando em cabanas com Isaque e Jacó, herdeiros com ele da mesma promessa.
10- Porque esperava a cidade que tem fundamentos, da qual o artífice e construtor é Deus.
Abraão foi chamado Pai da Fé por um motivo muito simples, Ele foi uma referência para muitos, num tempo e lugar onde não havia referências.
Segundo, Quando saiu da sua terra, ele já era um homem realizado, saiu com muitos bens.
Terceiro, sua fé em Deus não necessitava de sinais e informações adicionais para ser Executada, ele saiu sem saber para onde ia.
Agora essa fé que Abraão consolidou e Desenvolveu na vida dele tem algumas características que só a Fé Genuína pode Gerar.
A fé de Abraão o fez livre de ser um homem obcecado pela vantagem
Sim, a fé de Abraão o fez um homem ético, um homem que não tira Vantagens da boa fé das pessoas com quem se envolvem, Homem que não abusa da bondade, nem barganha com uma fragilidade de ninguém.
O temor e a fé num Deus de justiça nos Livra do espírito da esperteza, da deslealdade, que infelizmente divide igrejas e irmãos.
A fé de Abraão o livrou da ansiedade com o futuro
Quando Isaque perguntou onde estava o cordeiro para o holocausto, Abraão mesmo sem nenhuma informação adicional vinda de Deus, tinha uma certeza, o Senhor proverá.
Eu não tenho detalhes de como será, mas, Deus proverá.
Deus te deu um sonho, uma promessa e você não tem a mínima idéia de como será? Sua fé te fará descansar na certeza de que o senhor fará.
Exemplo de Moisés: Clamou ao Senhor, me faça conhecer o seu caminho, Deus respondeu a ele: minha presença te fará descansar.
Não posso falar do Caminho, mas a minha presença vai te bastar.
A fé de Abraão o fez ser um abençoador.
Quanto mais estivermos convictos do cuidado de Deus para com nossas Necessidades, mais podemos ser uma benção, ou seja, levantar os olhos para as Necessidades daqueles que ainda não desfrutam desse nível de fé.
Deus cuida de nos para sermos uma benção para outros, o filho permanece na casa da segurança, podendo interceder pelos que SOFREM.
A fé de Abraão o levou a lugares altos.
O capitulo anterior ao chamado de Abraão é o capitulo da Torre.
Sabemos que o lugar onde foi erguida uma torre de Babel, não era distante da terra natal de Abraão, não é difícil que a história fosse do conhecimento dele, mas, A história de Abraão é sem dúvida uma antítese da historia da Torre.
Primeiro: Enquanto os descendentes de Noé desobedeciam a Deus para levantarem um nome para si sobre a terra, Abraão obedece a Deus deixando o lugar onde certamente era alguém, para se tornar um desconhecido em terra estranha.
E Deus que disse não ao intento de um povo desobediente, dá a Abraão, No capítulo seguinte, uma grande promessa, de lhe fazer um nome conhecido em toda a terra
Gênesis 12.
1 ¶ Ora, o SENHOR disse a Abrão: Sai-te da tua terra, e da tua parentela, e da casa de teu pai, para uma terra que eu te mostrarei.
2-  E far-te-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei, e engrandecerei o teu nome, E tu serás uma benção.
Em segundo: O erguer da Torre trouxe uma grande confusão nos relacionamentos, ninguém podia entender o desejo do outro.
Mas, confiar em Deus, Tornou o estrangeiro Abraão conhecido e respeitado em terra estranha.
Em terceiro: Enquanto as Ambições querem estabelecer Torres e nomes, a fé vai marcando sua jornada com altares.
Conclusão
Você precisa Decidir como vai restaurar seus sonhos, sempre haverá grupos para seu relacionamento levantando torres e sempre haverá grupos levantando altares.









segunda-feira, 20 de junho de 2011

O QUE DEUS QUER DE NÓS

INTRODUÇÃO: Vamos ver através da Palavra de Deus, o que Deus quer de nós. Muitos acham que Deus quer de nós uma mudança no exterior, ou seja, apenas na aparência.
O que Deus quer de nós é que venhamos a ter uma mudança interior. Mt. 23: 26. Muitas vezes podemos estar vivendo uma vida de aparência, mudamos muitas vezes na verdade por fora, mas por dentro continuamos sendo o homem velho e pecador. Mt. 23: 27 a 28; Ap. 3: 17.
Vamos ver realmente onde começa a nossa mudança. Antes éramos desobedientes, agora devemos ser obedientes. Fp. 2: 5 ao 8; II Co. 2: 9; Tt. 3:3.
Muitos confessam amar a Deus e amar ao próximo. Mas as suas obras negam este amor. É preciso amar verdadeiramente. Tt. 1: 16; Mt. 22: 37 ao 40. De fato e de verdade, demonstrando esse amor em atitudes para com o próximo.
Muitos têm buscado a sabedoria nas faculdades e nos livros. A Palavra de Deus nos manda buscar sabedoria, mas qual sabedoria é esta que devemos ter? A sabedoria do alto, sabedoria de Deus. Tg. 3: 13 ao 18; I Rs. 3: 5 ao 13. Hoje o que mais podemos ver na vida de nossos irmãos, é a falta de reverência. É preciso ser reverente ao Senhor. Tt. 2: 6 ao 8; Hb. 12: 28 a 29.
O povo entrou pelo caminho da carne e não tem mais temor a Deus. É preciso ter temor a Deus. I Pd. 1: 17 ao 19; Pv. 8: 13.
Muitos hoje são realmente crentes só na aparência, porque na verdade não são humildes. É preciso ser humildes. Mq. 6: 8; Mt. 11: 29.
O que falta na vida dos que se dizem cristãos,é a mansidão. O que Deus quer de nós é mansidão. Nm. 12: 3; Sf. 2: 3.
Hoje falta a temperança, o domínio próprio. O que Deus quer de nós é que tenhamos domínio próprio. Pv. 25: 28; II Pd. 1: 4, 5 e 6; Gl. 5: 23.
Hoje não há paciência para esperar de Deus a benção, ou vencer o pecado. O que Deus quer de nós é a paciência. II Co. 1: 6; paciência nas lutas. I Pd.8: 9; I Pd. 2; 20 e 21; Sl. 40: 1.
Os crentes hoje estão tendo mais zelo das coisas do mundo, do que das coisas de Deus. O que Deus quer de nós é zelo: Sl. 69: 9; Sl. 119: 139; I Co. 12: 31. Olhando para a Palavra de Deus, nós vamos ver o que Deus quer de nós é a perseverança. Pois a nossa salvação depende de perseverança. Mt. 10: 22; Lc. 21: 19; Mt. 24: 12 e 13.
Alguém pode dizer: Se eu tiver tudo isto, eu serei perfeito. Mas ninguém é perfeito. O que Deus quer de nós, é que busquemos a perfeição. Mt 5: 48; Ef.4: 12 a 14.
De todos estes frutos que falamos neste estudo, os quais Deus quer que venhamos a ter, o mais importante é o amor. I Co. 13: 1 ao 8.